« Regressar

REFLEXÃO SOBRE O 35º ANIVERSÁRIO

O 35º Aniversário da morte de Elvis pode ter passado, mas ainda estou num estado meditativo sobre muitos momentos, horas, dias e noites especiais durante os 7 anos que passei com Elvis e toda a família relacionada com Elvis. A minha vida foi alterada para sempre no que agora me parece ser um conto de fadas ou filme. Mal posso acreditar que tenha sido verdade.

O que muitos de vós podem não saber é que o 16 de agosto não marca apenas o dia em que Elvis nos deixou, mas também foi a 16 de agosto, há 42 anos atrás... em 1970... que fui de avião até Vegas para começar a trabalhar com ele e todos aqueles que se tornaram amigos tão próximos e, na realidade, família... e muitos dos quais, infelizmente, também já partiram. Também faz dois anos desde que conheci muitos de vós aqui, meus amigos no Facebook, enquanto observava ao vivo a Vigília das Velas! Foram VOCÊS que me fizeram recordar detalhes desses anos que não teria recordado, e foram VOCÊS que me mostraram que apesar do adágio “toda a glória se desvanece” possa ser verdade para os que de entre nós estamos a envelhecer e enquanto nos encaminhamos em direção a uma nova “glória”, Vocês NÃO se esqueceram (como acreditei ser verdade há dois anos), nem permitirão que alguma vez essa data passe esquecida.

As últimas semanas têm sido uma montanha russa emocional para mim, que passei na maior parte do tempo em solidão, a recordar pensativamente momentos que não me permiti recordar durante 42 anos, e salpicados com momentos maravilhosos a fazer visitas a amigos pessoais que muito estimo. Muito obrigada a todos... a cada um de vós... por se lembrarem de Elvis e pela vossa determinação em continuar a iluminar outros hoje em dia sobre o quão importante Elvis e a sua música foram não só para a história da música, mas também para com o impacto que ele e a sua música tiveram no mundo inteiro, mudando-nos a todos para sempre; Sim, libertando-nos por nos fazer tão felizes e por elevar as nossas consciências em tantos níveis. O seu aparecimento nas nossas vidas é uma prova deste há muito entendido facto: a música e a evolução da consciência humana estão... e estarão sempre... interligadas numa maravilhosa teia. Fico deslumbrada por possivelmente ter contribuído com uma pequena parte nesta história. Nestas últimas semanas ocorreu-me que quando me telefonaram para que me juntasse ao espetáculo de Elvis, a música conhecida por “rock’n’roll” só tinha 14 anos de idade! Agora sabemos que irá durar para sempre. Não esqueçamos que a explosão que teve nas nossas vidas foi uma dádiva do homem que foi escolhido para no-la dar... Elvis Presley... e que ele e a sua nova música abalaram todo o planeta num mundo delicioso de felicidade e liberdade.

Consigo ouvir Elvis dizer, “Sem os fãs, nada disto teria sido possível.” Lembro-me disto diariamente por causa da amizade que tenho convosco aqui no Facebook. Foi ele e a sua música que nos uniu a todos. Sinto-me tão grata por ter sobrevivido para testemunhar este dia... para saber que vocês se lembram. Agora cabe-vos a vós garantir que este legado milagroso deste homem, assegurar que o facto de ele ter mudado o planeta e a cada um de nós para sempre com esta nova “música do mundo” nunca... nunca... seja esquecido.

« Regressar