« Página Principal     « Discografia FTD   « 2011   2013 »

 

DISCOGRAFIA – Follow That Dream - 2012

CD: OUR MEMORIES OF ELVIS, VOLUMES 1, 2 & 3

Canções:

CD 1
1)
Are You Sincere »

2) It's Midnight »

3) My Boy »

4) Girl of Mine »
5) Take Good Care of Her »

6) I'll Never Fall in Love Again »

7) Your Love's Been a Long Time Coming
8) Spanish Eyes »
9) Never Again »

10) She Thinks I Still Care »
11) Solitaire »

12) I Got a Feeling in My Body »
13)
Green Green Grass of Home »

14) For the Heart »

15) She Wears My Ring »
16)
I Can Help »
17) Way Down »

18) There's a Honky Tonk Angel »

19) Find Out What's Happening »

20) Thinking About You »

21) Don't Think Twice It's All Right »

CD 2

1) Woman Without Love »
2)
Moody Blue »

3) When I'm Over You »

4) It's a Matter of Time »
5) Sweet Angeline »

6) Hurt »
7) Shake a Hand »

8) Promised Land »

9) Heart of Rome »

10) If You Don't Come Back »

11) Mr. Songman »

12) For Ol' Time Sake »

13) Love Coming Down »

14) Pledging My Love »

15) Raised on Rock »

16) The Last Farewell »

17) Fool »


Referência:
(Dinamarca) BMG FTD 506020-975038

Data de Lançamento:
Março de 2012


Informação adicional:
Remisturas de gravações em estúdio, em várias datas e vários locais. Digipack duplo com livrete de 12 páginas.

 

Quando o primeiro volume de Our Memories of Elvis foi lançado em fevereiro de 1989, foi recebido com grande aplauso por muitos dos mais fervorosos fãs de Elvis. Na altura, era considerado por muitos fãs que muitas misturas e subsequentes "favorecimentos" feitos aos arranjos de Elvis dos anos 70 influenciavam os tempos em relação à voz e à instrumentação. Em essência, a intimidade e o dinamismo, tanto da canção, como da interpretação, de alguma forma perdiam-se na mistura.

 

Sendo assim, a então executiva da RCA, Joan Deary, concebeu o conceito de "Puro Elvis", que foi recebido com grande entusiasmo. Para Deary, servia como uma oportunidade de retificar o que ela sentia que estava errado com as produções de Elvis nos anos 70. Uma frustração que ela levara bastante a sério dentro da RCA, ao tentar fazer com que o produtor de Elvis, Felton Jarvis, fosse despedido. Foi uma batalha que ela perdeu.

 

Ironicamente, é duvidoso que o próprio Elvis tivesse aprovado este tratamento. A perspetiva "menos é mais" estava certamente de acordo com a opinião do Coronel Parker (Parker ainda estava a trabalhar como empresário de Elvis nesta altura), quem, já desde o tempo de King Creole e das sessões de junho de '58 se tinha queixado que a voz de Elvis não se conseguia ouvir bem sobre todos os instrumentos. Por este motivo, ele acatou de braços abertos o novo conceito de Joan para Our Memories of Elvis que despia até ao mais básico canções cuidadosamente escolhidas. Tanto o pai de Elvis, Vernon, como o Coronel até deram consentimento para que a fotografia de ambos endossasse o projeto e surgisse na capa do álbum.

 

Com vendas de 200.000 exemplares (volume 1) e 150.000 exemplares (volume 2) nos Estados Unidos, por certo que a série fazia sentido financeiro para a RCA. Apesar das vendas saudáveis, os discos não atraíram o público em geral e nas tabelas de vendas da Billboard ficaram-se pela 132 e 137ªs posições, respetivamente. O volume 3 tinha sido preparado por Deary, mas foi posto na gaveta quando outros projetos materializados com maior potencial comercial foram surgindo.

 

Este pacote alargado inclui os álbuns originais, o volume 3 que não chegou a ser lançado e várias faixas bónus que foram misturadas, mas não incluídas no terceiro volume.

Duração: 73:48 / 54:57


























 

« Página Principal     « Discografia FTD   « 2011   2013 »